Quarta-feira , 15 Agosto 2018
Autárquicas: PM participará na campanha

Autárquicas: PM participará na campanha

5 de setembro de 2013

PEDRO PASSOS COELHO
 

Autárquicas: PM participará na campanha

Marco António Costa levantou o véu sobre a campanha para as autárquicas: Passos Coelho participará em poucas iniciativas por incompatibilidade com a agenda de primeiro-ministro. A sua participação na campanha é “benéfica para os candidatos”, apesar das medidas de austeridade que o Governo está a introduzir. “Este é um bom momento do primeiro-ministro”.

in Público – 05-09-2013

in Diário Económico – 05-09-2013

in Diário de Notícias – 05-09-2013

in Jornal de Negócios – 05-09-2013

in i – 05-09-2013

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

Entrega dos prémios Champalimaud de Visão

Numa cerimónia na qual os prémios 2013 da Fundação Champalimaud foram atribuídos a quatro organizações não-governamentais do Nepal, o Presidente da República fez questão de dar um enfoque mais vasto: “Nestes domínios [Educação e Saúde] muito há ainda para fazer, em particular nos países em desenvolvimento, mas também em países mais desenvolvidos”. Esta frase foi ouvida por uma assistência em que se destacavam o primeiro-ministro, o titular da pasta da Educação, o ministro dos Assuntos Parlamentares e os secretários de Estado Pedro Lomba e Fernando Leal da Costa.

in Público – 05-09-2013

 

Passos desafiado a demarcar-se de Menezes

Rui Moreira desafiou, ontem, Pedro Passos Coelho a “afastar-se” das promessas “inexequíveis” de Luís Filipe Menezes para o Porto, após o primeiro-ministro ter pedido aos futuros autarcas, durante uma ação de campanha em Torres Vedras, que não estabeleçam metas inalcançáveis, perante a necessidade de as câmaras fazerem um ajustamento financeiro. Segundo Rui Moreira, o “recado” do primeiro-ministro é “para o candidato que escolheu para a cidade do Porto”, Luís Filipe Menezes.

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

O homem que Passos Coelho adora pressionar

Sousa Ribeiro é o poderoso presidente do TC e o rosto visível dos chumbos a algumas medidas de austeridade do Governo. Na semana passada, o tribunal declarou inconstitucional a lei da mobilidade dos funcionários públicos e Pedro Passos Coelho lembrou as reprovações anteriores na Universidade de Verão da JSD: “Disseram-nos: ‘Não podem baixar salários nem suspender subsídios. Façam outras reformas. Façam convergir o sector privado com o público.’ Foi o que fizemos. Também não é possível. (…) Alguém percebe isto?”

in Sábado – 05-09-2013

 

Mais e menos

Pedro Passos Coelho perdeu cor esta semana: vai ter de fazer ‘rewind’ à sua proposta sobre os despedimentos na função pública. O Governo tem arriscado de mais, constitucionalmente, e só pode queixar-se de si próprio…

in Visão – 05-09-2013

 

Artigos de opinião/ Comentários

Maturidade política no IRC – Editorial

in Diário Económico – 05-09-2013

Paulo Portas, o novo Gaspar – Editorial de Ana Sá Lopes

in i – 05-09-2013

A perplexidade de Paulo Portas – Editorial

in Público – 05-09-2013

E Espanha aqui tão longeHelena Cristina Coelho

in Diário Económico – 05-09-2013

Na cavernaNuno Moura Roldão

in Diário Económico – 05-09-2013

RevanchismoLuís Bernardo

in Diário Económico – 05-09-2013

Out of the box: escolhas – José Pacheco Pereira

in Sábado – 05-09-2013

Resgatar a nossa democracia – Jorge Bateira

in i – 05-09-2013

Impasses que saem muito caros a Portugal e a todos – Pedro Santana Lopes

in Jornal de Negócios – 05-09-2013

Ínsita geraçãoJoão Miguel Tavares

in Público – 05-09-2013

Uma Constituição madrasta e madraça – Ricardo Araújo Pereira

in Visão – 05-09-2013

 

Opinião dos leitores

“Constitucionalistas”

in Diário de Notícias – 05-09-2013

Passos Coelho tem razão

in Diário de Notícias – 05-09-2013

Passos de coelho

in Público – 05-09-2013

Passos Coelho volta a chumbar

in Correio da Manhã – 05-09-2013

 

MARCO ANTÓNIO COSTA
 

PSD acusa Seguro de fazer discurso parecido com o de Sócrates

O porta-voz dos sociais-democratas afirma que o líder do PS está a seguir uma “linha política próxima” de José Sócrates ao ter ignorado, por exemplo, os recentes dados que apontam para o crescimento económico. Respondendo a Seguro – que acusou o Governo de preparar cortes “às escondidas” – defendeu que “o líder do PS está a tentar lançar a desinformação na opinião pública e com isso tentar colher benefícios eleitorais”. Marco António Costa levantou o véu sobre a campanha para as autárquicas: Passos Coelho participará em poucas iniciativas por incompatibilidade com a agenda de primeiro-ministro; as eleições autárquicas são a primeira etapa de uma intervenção calendarizada até às eleições legislativas de 2015 e, logo depois das autárquicas, começarão a ser preparadas as eleições europeias (Maio de 2014).

in Público – 05-09-2013

in Diário Económico – 05-09-2013

in Diário de Notícias – 05-09-2013

in i – 05-09-2013

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

in Correio da Manhã – 05-09-2013

 

Passos pagou “factura interna” ao ser moderado com o PS

Após a vitória eleitoral de 2011, os militantes do PSD exigiram a Passos Coelho que culpabilizasse o PS e fizesse um “ajuste de contas” com os socialistas. Mas Passos Coelho preferiu ter “uma posição moderada” na relação com o partido e, por isso, “pagou uma factura interna” dentro do PSD. “Era muito mais fácil para o Governo fazer um ajuste de contas inicial e confrontar o PS com as suas acções”, mas o Governo não o fez, para “tentar manter as paz política”. “Auto-sacrificámo-nos politicamente, e o primeiro-ministro junto dos militantes”, sustenta, mas no PS “encontrámos desde o início uma parede intransponível”.

in Jornal de Negócios – 05-09-2013

 

Limitação de mandatos. Ministra da Justiça diz que lei “está mal feita”

Quando se espera a qualquer momento uma decisão do Tribunal Constitucional sobre a limitação de mandatos, a ministra da Justiça não podia ter sido mais clara na crítica à lei. “Está mal feita. A lei está incorrectamente feita”. No PSD acredita-se que os juizes deverão dar razão “à interpretação dos quatro partidos” com assento parlamentar, com excepção do Bloco de Esquerda, que fez os pedidos de impugnação. Isto porque, disse Marco António Costa, os quatro partidos têm candidatos nessas condições.

in i – 05-09-2013

in Público – 05-09-2013

 

PSD acredita na legitimidade dos autarcas “dinossauros”

A convicção de que o TC dará luz verde às candidaturas de autarcas com três mandatos já cumpridos está instalada nas hostes do PSD, o partido mais visado por pedidos de impugnação. A decisão pode ser anunciada hoje ou amanhã, mas os sociais-democratas não mudam os planos: no sábado, realizam em Gaia a Convenção Autárquica, que conta com a presença de Fernando Seara e Luís Filipe Menezes. Santana Lopes, Marques Mendes, Marcelo Rebelo de Sousa e Manuela Ferreira Leite vão envolver-se na campanha eleitoral. A presença dos ex-presidentes do PSD será articulada com as agendas de Marco António Costa, Matos Rosa e Luís Montenegro.

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

Semáforo

Marco António Costa com sinal amarelo: Antes sequer de irmos a votos para as autárquicas, o porta-voz do PSD admite estar com a cabeça nas legislativas. Claramente à frente do seu tempo, diz também que os portugueses já fizeram as pazes com Passos Coelho. Alguém lhe diz que ainda estamos em 2013?

in i – 05-09-2013

 

JOSÉ MATOS ROSA
 

PSD acredita na legitimidade dos autarcas “dinossauros”

A convicção de que o TC dará luz verde às candidaturas de autarcas com três mandatos já cumpridos está instalada nas hostes do PSD, o partido mais visado por pedidos de impugnação. A decisão pode ser anunciada hoje ou amanhã, mas os sociais-democratas não mudam os planos: no sábado, realizam em Gaia a Convenção Autárquica, que conta com a presença de Fernando Seara e Luís Filipe Menezes. Santana Lopes, Marques Mendes, Marcelo Rebelo de Sousa e Manuela Ferreira Leite vão envolver-se na campanha eleitoral. A presença dos ex-presidentes do PSD será articulada com as agendas de Marco António Costa, Matos Rosa e Luís Montenegro.

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

Bloco quer que partidos e Estado paguem IMI

O BE defende que “os partidos devem pagar” IMI, “como o Estado também deve pagar”, disse ontem ao “DN” o seu assessor de imprensa. Pedro Sales sustentou que “há um regime excessivo de benefícios e exceções” nessa matéria – e lembrou que o BE já apresentou iniciativas legislativas nesse sentido mas “foram chumbadas pela maioria”. O secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, escusou-se a falar ao DN, argumentando que desconhecia a decisão judicial em causa.

in Diário de Notícias – 05-09-2013

 

LUÍS MONTENEGRO
 

Limitação de mandatos. Ministra da Justiça diz que lei “está mal feita”

No PSD acredita-se que os juízes deverão dar razão “à interpretação dos quatro partidos” com assento parlamentar, com excepção do Bloco de Esquerda, que fez os pedidos de impugnação. Isto porque, disse Marco António Costa, os quatro partidos têm candidatos nessas condições. O PSD é o que tem mais mas PCP e PS também estão nessa situação. Mais fortes foram as palavras de Luís Montenegro. O líder parlamentar social-democrata diz que há um “desfasamento” do tribunal em relação à realidade portuguesa “O Tribunal usa dois princípios constitucionais universais para concluir duas coisas diferentes. Desse ponto de vista indicia que há aqui algum desfasamento relativamente à realidade concreta que o país vive”, disse na Assembleia da República.

in i – 05-09-2013

 

Ex-líderes no terreno

Santana Lopes, Marques Mendes, Marcelo Rebelo de Sousa e Manuela Ferreira Leite vão envolver-se na campanha eleitoral. A presença dos ex-presidentes do PSD será articulada com as agendas do porta-voz e de Matos Rosa, secretário-geral, e Luís Montenegro, líder parlamentar. Até às eleições, Passos Coelho vai comparecer em sete iniciativas. Marco António Costa acredita que a sua participação na campanha é “benéfica para os candidatos”, apesar das medidas de austeridade que o Governo está a introduzir. “Este é um bom momento do primeiro-ministro”.

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

PSD
 

PSD vai lançar ciclo de conferências em 2014 para preparar eleições de 2015

O PSD vai lançar a partir do próximo Verão um ciclo de conferências sobre o país e a governação para preparar as eleições de 2015, anunciou ontem o porta-voz do partido. O partido está tão confiante numa decisão positiva do Tribunal Constitucional que marcou já para este sábado, em Vila Nova de Gaia, uma convenção autárquica que contará com a presença de dois dos candidatos impugnados: Fernando Seara e Luís Filipe Menezes. Neste encontro estará também presente Pedro Passos Coelho. O primeiro-ministro vai marcar presença a cerca de dez iniciativas de campanha autárquica, isto porque a sua agenda enquanto chefe de Governo não lhe permitirá estar presente em mais. Na campanha vão ainda participar quatro ex-líderes do partido. Manuela Ferreira Leite, Marques Mendes, Marcelo Rebelo de Sousa e Santana Lopes vão marcar presença em algumas iniciativas.

in Diário Económico – 05-09-2013

in Público – 05-09-2013

in Diário de Notícias – 05-09-2013

in i – 05-09-2013

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

in Correio da Manhã – 05-09-2013

 

Constitucional aprova autarcas repetentes

Está pronto o acórdão dos juízes do Tribunal Constitucional sobre a lei de limitação de mandatos autárquicos. O “CM” sabe que a decisão dos juízes vai no sentido de permitir a elegibilidade dos autarcas que já cumpriram três mandatos noutros concelhos. Fernando Seara e Luís Filipe Menezes, do PSD, são dois dos casos mais complicados, por se candidatarem às duas maiores câmaras do País: Lisboa e Porto. Menezes candidata-se no Porto, depois de ter sido presidente em Gaia, e Seara passou de Sintra o para Lisboa.

in Correio da Manhã – 05-09-2013

in Diário Económico – 05-09-2013

 

Artigos de opinião/ Comentários

Resgatar a nossa democracia – Jorge Bateira

in i – 05-09-2013

A recuperaçãoAntónio Rebelo de Sousa

in Diário Económico – 05-09-2013

Caldinhos e canibalismo – Wilton Fonseca

in i – 05-09-2013

Uma Constituição madrasta e madraça – Ricardo Araújo Pereira

in Visão – 05-09-2013

 

CAVACO SILVA
 

Cavaco quer luta contra a pobreza e exclusão na agenda dos políticos

A luta contra a pobreza e exclusão deve estar na agenda dos responsáveis políticos, considerou ontem o Presidente da República no encerramento da entrega dos prémios Champalimaud de Visão. No final da sessão, Aníbal Cavaco Silva apenas comentou aos jornalistas que tinha estado em contacto com o presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, a quem deu os pêsames pelo falecimento de um bombeiro da corporação local, o sexto “soldado da paz” que faleceu na recente onda de incêndios que assolam o país.

in Público – 05-09-2013

in Correio da Manhã – 05-09-2013

in Diário Económico – 05-09-2013

in Público – 05-09-2013

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

Governo ainda está a preparar resposta à ONU sobre Selvagens

O Governo ainda está a preparar a resposta oficial, a entregar junto da ONU, à recusa da Espanha de qualificar as Selvagens como ilhas e em reconhecer a existência da respetiva Zona Económica Exclusiva. A informação foi dada ontem ao “DN” pela assessora de imprensa do ministro dos Negócios Estrangeiros, Francisca Seabra, adiantando que o texto será dado a conhecer pelas Nações Unidas.  Recorde-se que a posição espanhola foi oficialmente entregue à ONU no início de julho, duas semanas antes da visita do Presidente da República às ilhas Selvagens. Num documento da Missão Permanente de Espanha junto das Nações Unidas, afirma-se que Madrid “não aceita que as ilhas Selvagens façam a gestão da ZEE” que lhe está afeta.  

in Diário de Notícias – 05-09-2013

 

Menos incêndios de grande dimensão no país

O Presidente da República, Cavaco Silva, revelou ontem que falou com o autarca de Carregai do Sal para manifestar o seu pesar aos familiares e à corporação pela morte do jovem bombeiro.

in i – 05-09-2013

in Diário de Notícias – 05-09-2013

 

Mais e menos

Seguro perdeu cor esta semana: Queixinhas, esbraceja, denunciando a crítica implícita de Passos a Cavaco, sobre “falta de bom senso”. A hipocrisia política da boa: até parece que o PS nunca se atirou ao PR…

in Visão – 05-09-2013

 

ANTÓNIO JOSÉ SEGURO
 

Passos aposta em “intensa” campanha autárquica do PSD

Sem conseguir fazer uma volta nacional, o líder social-democrata vai apostar na “intensa” campanha autárquica do partido. Longe do “que se lixem as eleições”, Pedro Passos Coelho vai aparecer, de forma cirúrgica, mais umas sete vezes, em iniciativas do seu partido. O coordenador político do PSD dará a cara nas restantes, tudo para marcar terreno ao líder da oposição, António José Seguro, que está “livre” para bater todo o País. E no PSD não parece haver dúvidas que o primeiro-ministro “hoje beneficia os candidatos”. Marco António Costa explica porquê: “Pedro Passos Coelho teve um desgaste de imagem muito forte na forma como geriu a crise interna do Governo, o que o fez reatar os laços de afetividade com o País”.

in Diário de Notícias – 05-09-2013

in i – 05-09-2013

in Público – 05-09-2013

 

Acusa Passos

O secretário-geral do PS acusa o primeiro-ministro de se esconder atrás das palavras, chamando ajustamento às políticas de “empobrecimento”.

in Correio da Manhã – 05-09-2013

 

Leitão Amaro classifica incêndio no Caramulo de “excepcional e dramático”

António Leitão Amaro, secretário de Estado da Administração Local, considerou ontem estar “perante um caso excepcional e dramático” na visita à Serra do Caramulo que, nas últimas semanas, foi palco de vários incêndios. “Aquilo que vimos hoje o confirma, não só em área, mas também em danos à natureza, a floresta, patrimoniais, económicos e até danos às pessoas”, disse o governante. A propósito, António José Seguro anunciou que o PS será “firme” na discussão. “Haverá o tempo da avaliação e do pedido de responsabilidades. Este é o tempo de apoiar os bombeiros”, disse.

in Diário Económico – 05-09-2013

 

Seguro fala em vitória

O secretário-geral do PS, que ontem esteve num almoço da candidatura socialista de Marcos Sá a Oeiras, defendeu que o seu partido tem “grandes hipóteses” de conquistar a câmara e advertiu que o município tem de ser conhecido por boas razões.

in Correio da Manhã – 05-09-2013

in Diário de Notícias – 05-09-2013

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

Limitação de mandatos. Ministra da Justiça diz que lei “está mal feita”

Paula Teixeira da Cruz voltou a criticar “o poder legislativo/político” por remeter para os tribunais o destino dos candidatos que já cumpriram mais de três mandatos. O PSD não desacelera nas críticas ao Tribunal Constitucional (TC), mas acredita que, no que à limitação de mandatos diz respeito, os juízes do Palácio Ratton vão deixar os autarcas com três ou mais mandatos à frente de uma autarquia candidatar-se a outra. Do lado do PS, António José Seguro evita falar no assunto dizendo que não faz “pressões sobre o Tribunal Constitucional”.

in i – 05-09-2013

 

Mais e menos

Seguro perdeu cor esta semana: Queixinhas, esbraceja, denunciando a crítica implícita de Passos a Cavaco, sobre “falta de bom senso”. A hipocrisia política da boa: até parece que o PS nunca se atirou ao PR…

in Visão – 05-09-2013

 

Artigos de opinião/ Comentários

Resgatar a nossa democracia – Jorge Bateira

in i – 05-09-2013

A eleição de Costa – Carlos Rodrigues

in Correio da Manhã – 05-09-2013

 

CARLOS ZORRINHO
 

Nada a assinalar.

PS
 

Swap: Papéis destruídos

O PS pediu ontem o acesso aos autos de destruição dos papéis de trabalho eliminados pela Inspecção-Geral das Finanças no âmbito do caso dos ‘swap’. O requerimento tem como objectivo forçar a IGF a mostrar os autos que deveriam ter sido enviados à direcção-geral dos Arquivos como notificação da destruição, segundo prevê a lei. Os papéis de trabalho que foram destruídos são relevantes para se perceber a posição dos inspectores sobre os ‘swaps’ subscritos pelas empresas.

in Diário Económico – 05-09-2013

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

RTP: PS apresenta queixa contra a RTP por “situação censurável”

O PS apresentou ontem queixa contra a RTP na ERC e na Comissão Nacional de Eleições, por considerar que o programa “‘O País Pergunta” não garante a igualdade de tratamento entre os líderes político-partidários.” Ao “i”, o porta-voz do PS acusa “parte da direcção de informação da RTP” de estar “instrumentalizada e governamentalizada”.

in i – 05-09-2013

 

PS sob pressão para apoiar reforma do IRC

“Apelo a todos os partidos, sobretudo ao PS, para que dêem o seu acordo a esta reforma. A economia precisa de uma mudança que perdure no tempo”, afirma António Saraiva, presidente da CIP. “Esta é uma reforma fiscal muito importante, que tem de ter estabilidade e pelo menos dez anos de vigência” e “temos informação do Governo de que há abertura total para acolher propostas do PS”, acrescenta João machado, da CAP, um e outro depois de uma reunião nas Finanças sobre o anteprojecto de reforma do IRC que ambos consideraram fundamental para as empresas.

in Jornal de Negócios – 05-09-2013

 

Leitão Amaro classifica incêndio no Caramulo de “excepcional e dramático”

Ontem, António José Seguro anunciou que o PS será “firme” na discussão sobre os incêndios florestais. “Haverá o tempo da avaliação e do pedido de responsabilidades. Este é o tempo de apoiar os bombeiros”, disse.

in Diário Económico – 05-09-2013

 

Hospital de Beja não tem condições, acusa ex-director

O médico Munhoz Frade, antigo director clínico do Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, publicou anteontem uma declaração na sua página do Facebook e no blogue Alvitrando onde afirma “não estarem garantidas” naquela unidade de saúde os meios necessários ao “tratamento adequado de doentes oncológicos”. Na reunião de ontem do executivo do executivo da Câmara Municipal de Beja – que acabou por ser interrompida por abandono dos vereadores da CDU – o presidente da autarquia, Jorge Pulido Valente (PS) revelou que a redução do número de camas existentes naquela unidade de saúde está a ser feita de uma forma “pouco clara e às escondidas” para que não surja oposição a uma tal medida.

in Público – 05-09-2013

 

Estaleiros de Viana no Parlamento a 17 de Setembro

O decreto-lei que fixa as regras do concurso da subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) vai ser discutido no Parlamento no próximo dia 17 de Setembro (terça-feira). O debate irá realizar-se seis dias antes de terminar o prazo para a conclusão do concurso. A iniciativa parlamentar é da autoria do Partido Socialista, que defende o abandono deste concurso, argumentando que o processo está envolto em “falta de informação” e “nebulosidade”, já que para ter acesso às peças do concurso é necessária uma declaração de confidencialidade e o pagamento de uma caução de mil euros.

in Diário Económico – 05-09-2013

 

Augusto Mateus quer mais consensos entre os partidos

O ex-ministro do PS Augusto Mateus defende que os partidos políticos “têm de estar mais disponíveis para se entenderem em algumas coisas”. “Os partidos políticos e os principais responsáveis institucionais tinham de estar mais disponíveis para se entenderem em algumas coisas. Esse era um excelente sinal. Ninguém se diminui por colaborar com alguém que é diferente”, disse Augusto Mateus, lamentando que até agora tenha existido “uma pequena disponibilidade de colaboração” em questões como a reforma do Estado ou o sistema fiscal.

in i – 05-09-2013

 

Artigos de opinião/ Comentários

Maturidade política no IRC – Editorial

in Diário Económico – 05-09-2013

Difícil, mas indispensável – Editorial

in Diário de Notícias – 05-09-2013

Inseguro? – António Reis Pereira

in i – 05-09-2013

A recuperação – António Rebelo de Sousa

in Diário Económico – 05-09-2013

Reforma do IRC – Pedro Santos Guerreiro

in Sábado – 05-09-2013

Piropos e violações – Rui Pereira

in Correio da Manhã – 05-09-2013

 

PAULO PORTAS
 

Bruxelas destaca recentes sinais económicos “encorajadores”

A porta-voz do presidente da Comissão Europeia elogiou esta quarta-feira a implementação das reformas previstas em Portugal, apesar do ambiente “desafiante”. As declarações foram feitas após a reunião que manteve em Bruxelas com a ministra das Finanças e o vice-primeiro-ministro. Considerando “encorajadores” os últimos dados económicos relativos a Portugal, Pia Hansen, porta-voz de Durão Barroso, sublinhou que o País “deu passos importantes” no seu programa de reformas num “ambiente muito adverso e desafiante”.

in Jornal de Negócios – 05-09-2013

in i – 05-09-2013

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

 

Portas aguarda pela troika

Instado a pronunciar-se sobre o atraso na apresentação do guião da reforma do Estado, da responsabilidade de Paulo Portas, Marco António Costa justificou que “é difícil estabilizar as circunstâncias de partida para depois construir um guião consequente”. E para isso são “fundamentais” os “contactos” que Portas está a fazer junto da troika. O objectivo é que no pós-troika “possa haver um quadro de reformado Estado que seja sustentável”. O porta-voz dos social-democratas disse ainda ter a “convicção” de que “não haverá aumento de impostos”.

in Jornal de Negócios – 05-09-2013

 

Portas ainda não avançou alternativas para o programa de ajustamento

A Comissão Europeia ainda não recebeu qualquer proposta concreta do Governo sobre uma possível flexibilização do programa de ajustamento nem sobre as novas medidas de redução das despesas públicas que poderão substituir aquelas que foram chumbadas pelo Tribunal Constitucional. O vice-primeiro-ministro e a ministra de Estado e das Finanças estão desde terça-feira em conversações com as três instituições que compõem a troika de credores internacionais de Portugal. Nestes encontros, que terminam hoje no FMI em Washington, os dois governantes têm procurado sobretudo sossegar os interlocutores sobre o cumprimento do programa de ajustamento económico e financeiro assumido por Portugal como contrapartida de uma assistência financeira externa.

in Público – 05-09-2013

in Diário Económico – 05-09-2013

in Jornal de Negócios – 05-09-2013

 

PME pagam juros mais altos por causa da crise política

A taxa de juro cobrada pela banca portuguesa às PME subiu em Julho, contrariando o alívio registado em Espanha e Itália. Uma evolução que os economistas relacionam com a crise política desencadeada com a s demissões de Vítor Gaspar e Paulo Portas no início do mês, a última não concretizada. Recuperação da confiança dos investidores no mercado de dívida e melhoria da economia são condições essenciais para os custos baixarem.

 

O respigador de frases

A palavra “irrevogável” ganhou novas subtilezas gramaticais. Depois de Paulo Portas ter anunciado, com estrondo, a sua demissão “irrevogável” para, de seguida, voltar atrás, o adjetivo andou de boca em boca e passou a fazer parte do léxico político. Este terá sido, talvez, o último vocábulo a adquirir novas conotações, mas, nos nossos quase 40 anos de democracia, muitas foram as palavras, as expressões e, até, os erros ortográficos que marcaram a vida política.

in Visão – 05-09-2013

 

Artigos de opinião/ Comentários

Paulo Portas, o novo Gaspar – Editorial de Ana Sá Lopes

in i – 05-09-2013

A perplexidade de Paulo Portas – Editorial

in Público – 05-09-2013

Resgatar a nossa democracia – Jorge Bateira

in i – 05-09-2013

 

NUNO MAGALHÃES
 

Nada a assinalar.

CDS
 

Nada a assinalar.

JOÃO SEMEDO E CATARINA MARTINS
 

Catarina Martins diz que votos no PSD são mais austeridade

A coordenadora do BE Catarina Martins pediu ao eleitorado que mostre um “cartão vermelho” ao governo já nas eleições autárquicas. “Eles esperarão cada voto para se reforçarem e para erguer mais políticas de austeridade para um programa de ajustamento cada vez mais violento”, disse a coordenadora do BE, que quer fazer de “Passos Coelho e Paulo Portas a cara da derrota”.

in i – 05-09-2013

 

PEDRO FILIPE SOARES
 

Nada a assinalar.

BE
 

Bloco quer que partidos e Estado paguem IMI

O BE defende que “os partidos devem pagar” imposto municipal sobre imóveis (IMI), “como o Estado também deve pagar”, disse ontem ao “DN” o seu assessor de imprensa. Pedro Sales, que falava ao “DN” depois de conhecida a aceitação judicial da ação interposta contra o Estado pelo Movimento Revolução Branca (MRB) com esse objetivo, sustentou que “há um regime excessivo de benefícios e exceções” nessa matéria – e lembrou que o BE já apresentou iniciativas legislativas nesse sentido mas “foram chumbadas pela maioria”.

in Diário de Notícias – 05-09-2013

 

Bloco contra ‘fim’ da RTP/Porto

O candidato do BE ao Porto, José Soeiro, lamentou ontem o “esvaziamento, a aniquilação e desperdício” da capacidade do Centro de Produção Norte da RTP. Na sequência de uma reunião com a Subcomissão de Trabalhadores do Centro de Produção Norte da RTP, José Soeiro disse ter verificado que está “em marcha uma aniquilação da RTP/Porto”.

in Diário de Notícias – 05-09-2013

 

Artigos de opinião/ Comentários

Piropos e violações – Rui Pereira

in Correio da Manhã – 05-09-2013

 

JERÓNIMO DE SOUSA
 

Nem Jerónimo de Sousa faltou numa sala cheia de amigos

“Uma palavra especial para si, Jerónimo de Sousa, por quem tenho uma grande admiração. Sei que não é habitual a presença do líder do PCP neste tipo de eventos e por isso agradeço-lhe o facto de ter vindo a este lançamento.” Da mesa de honra, foi assim que Judite Sousa se dirigiu ao líder comunista, sentado à sua frente, na primeira fila da plateia de um auditório do El Corte Inglês apinhado de gente. Uma centena de colegas, admiradores e amigos que não quiseram faltar ao lançamento de Álvaro, Eugénia e Ana Álvaro Cunhal, o homem por trás do político, com a chancela da Objectiva.

in Diário de Notícias – 05-09-2013

in Diário de Notícias – 05-09-2013

in Jornal de Notícias – 05-09-2013

in Visão – 05-09-2013

 

BERNARDINO SOARES
 

Nada a assinalar.

PCP
 

Nada a assinalar.

 

Scroll To Top